VOLTAR PARA OS TEMAS

[FMY] MODELO ENEM - CORRUPÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA

ENEM

CORRUPÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA

MODELO ENEM

ID: FMY


Texto I

Presente em todos os lugares do mundo, a corrupção é especialmente grave no setor da saúde, pois implica vida e/ou morte. A corrupção persiste mesmo durante as pandemias. Alguns verão a pandemia como uma oportunidade única de aproveitarem as medidas emergenciais de combate à Covid-19 para abusarem do poder público, em benefício de vultosos ganhos privados. Licitações fraudadas, cartéis, recebimento de propinas, desvio de materiais, tratamentos desnecessários e favorecimento de parentes e amigos são algumas ilustrações de condutas corruptas que apesar de serem alvos de leis anticorrupção, podem minar a resposta governamental à pandemia, privando milhares de pessoas dos necessários cuidados médicos.

No Brasil, pode-se dizer que há um ambiente propício para a prática de atos de corrupção. Um dos maiores escândalos no país foi o da “Máfia dos Sanguessugas” em 2006, que fraudava a compra de ambulâncias nos municípios. A corrupção na saúde pode acontecer em diferentes níveis: planos e sistemas de saúde, hospitais, fornecedores de suprimentos etc. A complexidade da cadeia da saúde dificulta o combate à corrupção. De fato, não há uma abordagem única para combater a corrupção no setor da saúde.

Uma pandemia tão extraordinária como a da Covid-19 tende a expor ainda mais as falhas estruturais dos sistemas de saúde, com destaque para os riscos potenciais de práticas corruptas. O volume de recursos investidos na saúde em decorrência da Covid-19 faz com que o ambiente seja ainda mais suscetível à corrupção, perpetrada pelos agentes públicos e privados. A necessidade de uma resposta rápida no combate à doença e ao vírus e a disponibilidade de valores significativos só aumentam esses riscos. A corrupção na saúde traz, porém, um paradoxo: apesar dos altos montantes “perdidos” em razão da corrupção, o setor não conta com os necessários instrumentos de prestação de contas e transparência. Os procedimentos anticorrupção precisam garantir que a ajuda governamental para combater o vírus e a doença seja bem utilizada e beneficie a população.

https://politica.estadao.com.br/blogs/gestao-politica-e-sociedade/a-corrupcao-nos-tempos-da-covid-19/, com adaptações


Texto II



https://i.em.com.br/BZvNN77jWEvLONK7OXd_5Okesq0=/820x0/smart/imgsapp.em.com.br/app/noticia_0127983242361/2020/06/11/1155732/20200611074135619062i.jpg


Texto III

Enquanto pacientes com covid-19 inundavam o sistema público de saúde do Rio de Janeiro do início de abril ao final de maio, o médico Pedro Archer tomava decisões angustiantes. As pessoas com dificuldades para respirar precisavam de respiradores, disse ele, mas não havia o suficiente para todos; os que tinham pequena chance de recuperação foram preteridos. "Todo turno era assim", afirmou Archer, cirurgião de um hospital municipal do Rio. "Às vezes, eu dava sedativos apenas para que não sofressem. Por fim, eles morriam. Algumas dessas mortes, dizem agora promotores estaduais e procuradores da República, poderiam ter sido evitadas. Eles alegam que autoridades teriam embolsado até 400 milhões de reais por meio de esquemas de corrupção que conduziram a contratos inflacionados com aliados durante a pandemia. Os negócios, segundo eles, incluíram três contratos para 1.000 respiradores, sendo que a maioria nunca chegou.

https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/reuters/2020/09/25/respiradores-que-nunca-chegaram-como-corrupcao-dificultou-combate-a-covid-no-pais.htm


PROPOSTA DE REDAÇÃO: A partir do material de apoio e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo, em norma padrão da língua portuguesa, sobre o tema: “Caminhos para conter a corrupção no Brasil, no contexto da pandemia”. Apresente, ao final, uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de maneira coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.